Barcelona Spain 4 x 0 Santos Brasil

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

 

Tinha tudo para ser o grande jogo do ano, esperamos por isto aproximadamente 6 meses a expectativa aumentava a cada dia, a cada hora, o mundo precisava conhecer esses meninos da vila, o mundo precisava ver as maravilhas que eles estavam fazendo por aqui, e o Brasil precisava de algo que subisse a nossa pobre auto estima futebolística. O ufanismo absurdo da imprensa começara, Neymar poderia ser hoje melhor que Messi? ou ao menos estar ao mesmo patamar? Edu Dracena melhor que Pique? Ganso melhor que Xavi e Iniesta? Neymar vai atropelar Puyol e Daniel Alves? Ah não não mesmo.

 

Confesso que me senti confiante sobre o Santos fazer um bom jogo contra o Barcelona, mas que teria o grande problema de ter de tomar a bola, mas achava que Neymar e Ganso poderiam render o suficiente, mas o problema estava na defesa, no meio pra trás. Mas no dia do jogo, acordei e antes de ligar a TV previ que o Santos não venceria, mas pelo menos que nos orgulhasse, mostrasse um futebol digno, que brigasse e perdesse, mas perdesse jogando, mas nem isso.

 

Clique na Imagem para Ampliar

 

O Barcelona entrou com a formação 3-4-3, tão fácil o jogo que nem precisou mudar para linha de 4 defensores quando atacado. Valdes no gol, Puyol pela direita, Abidal pela esquerda e Pique no meio, Busquets de volante, Xavi, Iniesta e Fabregas no inicio das jogadas, e abertos Dani Alves e Thiago Alcantara, respectivamente pela direita e esquerda, Messi centralizado fazendo o que bem entendesse, e o fez. O Santos já entrou sem identidade, um 3-5-2 disfarçado de 4-4-2. Rafael sem confiança no gol, Bruno Rodrigo muito mal na lateral, Dracena não fez feio pela zaga junto com o perdido Durval, Léo na esquerda abaixava a cabeça e queria correr o tempo todo. uma linha de três volantes: Danilo que deveria virar ala-direito, Henrique e Arouca, os três quase não saiam o que dificultou bastante as coisas para o trio ofensivo, Ganso, Neymar e Borges muito isolados e desaparecidos.

 

Mal começou o jogo e Messi já buscava suas arrancadas padrões levando a loucura o sistema defensivo do Santos. Pareciam desesperados a cada ofensiva do Barcelona, e foram muitas. Não perdiam a bola nunca, e quando perdiam, cadê espaço? Duas jogadas apenas no primeiro tempo, uma delas Neymar demorou demais e perdeu a bola, na outra Borges chutou fácil para defesa de Valdés. E então aos 17 um passe malfeito e arrumado da forma mais elegante possível Xavi colocou na área e seria fácil de ser parada mas Durval deixou passar, Messi dominou e com muita classe mandou por cima de Rafael abriu o marcador! Já aos 24 numa jogada de linha de fundo a bola chega a Xavi depois de Durval e Bruno Rodrigo terem tocado mas não desviado a bola, Xavi dominou e guardou, 2 a 0.

 

O Santos mudou, pôs Elano que consertou a saída de bola, o Santos passou a ficar um pouco mais com a bola, mas teve de sacar Danilo, o que acabou com as jogadas pela direita. Bruno Rodrigo até que fez bem seu papel defensivamente, mas com a bola no pé ele não tinha confiança nenhuma pra jogar pra frente, sempre devolvendo o esférico para Edu Dracena. Ainda no último minuto do primeiro tempo o fechamento do caixão, cruzamento e Rafael consegue desviar, depois ele defendeu o cabeceio da pequena área, mas a bola sobrou para Fabregas que encostou e fez 3 a 0. 3 a 0 fora o baile do primeiro tempo.

 

Abatido o Santos voltou até melhor no segundo tempo, Ganso deixou Neymar na cara do gol, mas por bulhufas não entendi como ele tenta jogar a bola entre as pernas do goleiro, poderia muito bem encobrir o arqueiro do Barça, mas não o fez. O jogo seguiu de forma melancólica para o Santos, e tranquila para o Barça que tirou o pé. Aos 37 Messi ainda fez outro golaço passando fácil pelo goleiro Rafael, goleada histórica, humilhação histórica, o Barcelona passou por cima do Santos sem pena, sem dó, foi um jogo de um time só.

 

E fica a lição, a maior de todas é que não somos mais os melhores, pois mesmo com receio, todos colocaram o Santos como uma equipe brilhante e capaz de vencer o Barcelona, ou ao menos de jogar de igual por igual. Depois dessa exibição irreconhecível de Neymar começo a pensar que para o bem da nossa seleção ele deveria ir para a Europa o mais rápido possível, não Europa, mas o Barcelona! Ganso precisa recuperar seu futebol que está a muito perdido e o Santos precisa rever seus conceitos, e mudar a defesa por completo se preciso. E no final de contas o Santos no mundial foi um dos maiores fiascos de times brasileiros da história, junto com Inter contra o Mazembe, e o Flamengo contra o América do México. Nossos jovens tem muito a crescer e aprender, e teremos de mudar o paradigma defensivo de contra ataque que assola o país da bola. Devemos sim voltar aos tempos de outrora, qual tocavamos a bola e valorizavamos a posse, com todo mundo se mexendo e acima de tudo, com todo mundo que SAIBA JOGAR BOLA e não esteja em campo apenas para parar as
jogadas adversárias.

 

Hoje o futebol fala em Espanhol, parabéns a incrível equipe do Barcelona!




Sobre o Autor

Yan Cavalcanti, 22 anos, paraibano apaixonado por futebol desde pequeno. Graduando em Sistemas para Internet pelo IFPB, ex-aluno Marista, Estagiário da Dataprev, Goleiro ofensivo, gamer, e acima de tudo fã de um futebol bem jogado e analista da parte tática, sempre tentando arrumar uma forma de explicar uma partida de futebol.

Sobre o Blog

O Futeblog nasceu da vontade de compartilhar com o mundo minha visão sobre o futebol, espero aqui discutirmos de simples opiniões apaixonadas até questões táticas profundas, conto com ajuda de vocês para que possamos tornar esse blog uma ótima experiência fora das quatro-linhas, do passado ao presente, futeblog está aqui para que nós possamos mostrar como vermos esse esporte que é a maior paixão nacional de todas!

Enquete

Neymar está pronto para guiar a Seleção Brasileira em 2014?

View Results

Loading ... Loading ...